Destaques

Andreia Dias lança ‘Pelos Trópicos’, feito em parceria com artistas fora do eixo Rio-SP

“Não confunda o mapa com o território”, aconselham os mestres, em pérola pertinente a artistas de qualquer métier. Certo, por linhas tortas, e com uma boa dosa de literalidade, foi o que a cantora paulistana Andreia Dias aprendeu ao viajar o Norte e o Nordeste do País, atrás de intercâmbios musicais que resultaram em seu novo disco, Pelos Trópicos. “A música pop brasileira é uma criança sedenta. As influências vêm de todos os cantos, e todo mundo faz o que quer sem sair de sua cidade. Não tem mais esse papo de morar em São Paulo para ter sucesso”, explica a cantora.

Retrato de uma experiência territorial, longe de ser mapa, Pelos Trópicos foi gravado durante um mochilão de um ano e meio feito pela cantora por cidades como Belém, João Pessoa, Maceió. São Luís, Recife e Fortaleza. O disco mostra um franco escambo de ideias musicais, ora improvisadas, gravadas na hora e retocadas depois; ora finalizadas no calor do momento, com um olho na qualidade e o outro na conta do estúdio. “Fui para São Luís e gravei uma coisa psicodélica, meio bizarra. Voltei depois, eles me deram um refrão, fui para o hotel, fiz a música em duas horas. Tava pronta”, conta, da faixa Brisa Tropicana, feita em parceria com o duo maranhense, Criolina.

Entre os parceiros estão expoentes da nova MPB vinda de cantos distantes da cena paulistana. Nomes conhecidos como Felipe Cordeiro, Cabruêra e Baiana System produzem, participam e colaboram, assim como The Baggios, Zé Cafofinho e Vitoriano, artistas menos evidentes, mas alvos de uma fiel leva de seguidores em suas respectivas cidades.

Os músicos acompanham Andreia em faixas que vão do xote ao blues à guitarrada, um mix de influências que inconscientemente traça um lúdico panorama das sonoridades em pauta na MPB atual, sem ofuscar a individualidade autoral da cantora, ex-vocalista da banda Dona Zica, conhecida por seus trabalhos solos.

Sem patrocínio, a cantora se virou com o que tinha, mas só conseguiu, diz, graças à ajuda dos músicos que visitou. Ficou na casa de um, filou o rango de outro, recebeu ajuda com passagens de avião, pegou o estúdio emprestado. Ziguezagueou pelas cidades, firmando parcerias com amigos de amigos que muitas vezes só conhecia por e-mail.

Pelos Trópicos está disponível para streaming e download gratuito no endereço http://scubidu.bandcamp.com/album/andreia-dias-pelos-tr-picos. A cantora faz show de lançamento no dia 15 de março, em Santos.

 

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,retrato-de-uma-voz-na-estrada,987212,0.htm

Deixe uma resposta

Copyright 2012 .: Walmir Cultura :. | Todos os direitos reservados