Destaques

Comunidade do Conto debate “Periferias Urbanas” na quarta-feira (1/6)

LITERATURA 

Com a mediação da antropóloga Erica Peçanha do Nascimento, projeto da Associação Cultural Literatura no Brasil será realizado a partir das 19 horas na Sala de Teatro da companhia “Atores InSanos”, abrigada na Faculdade Piaget (Av. Mogi das Cruzes, 1.001, Jardim Imperador, em Suzano)

 Retratar a periferia em questões que estão além da violência e da carência é um desafio que os escritores da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) terão este mês com o Comunidade do Conto. O projeto que nesta edição abordará o tema “Periferias Urbanas”, com a mediação da antropóloga Érica Peçanha do Nascimento, será realizado na quarta-feira (1o de junho), a partir das 19 horas, na Sala de Teatro da companhia “Atores InSanos”, abrigada na Faculdade Piaget (Av. Mogi das Cruzes, 1.001, Jardim Imperador, em Suzano). A entrada é gratuita e aberta a todos os interessados.

A iniciativa que visa o aprimoramento da técnica literária contará ainda com a participação do escritor Escobar Franelas, de São Miguel Paulista, membro do projeto Casa Amarela, e do escritor Rodrigo Ciríaco, que reforçarão as discussões sobre o tema proposto.

O escritor suzanense, membro-fundador da ACLB e responsável pelo projeto, Ademiro Alves, o Sacolinha, explica que a escolha do tema surgiu da necessidade de propor uma reflexão mais recente da antropologia urbana, no intuito de incentivar produções que abarquem outras facetas das muitas periferias existentes no País:

“Falar sobre periferia tem sido uma marca da literatura brasileira na contemporaneidade, mas muito pouco se ficcionaliza os aspectos que estão para além da carência e violência, tais como as relações de sociabilidade e lazer, as formas particulares de organização social e de ativismo político”, diz.

A participação de escritores Franelas e Ciríaco prometem enriquecer as produções ao proporcionar um intercâmbio de ideias e trazer inovação às discussões.

“A vinda de convidados sempre contribui para trazer um olhar diferenciado sobre o assunto debatido e isso reflete no amadurecimento de nossas produções, que saem do trivial e abarcam outros pontos de vistas”, acrescenta.

Inspirado no Clube do Conto, da Paraíba, o projeto Comunidade do Conto da ACLB é realizado toda primeira quarta-feira do mês com o objetivo de estimular o aprimoramento da técnica literária. Num mês os escritores se reúnem para discutir o tema proposto, que conta sempre com a mediação de um convidado que é referência no assunto, e no outro voltam para apresentar e debater suas produções. Os textos que serão redigidos dentro da temática “Periferias Urbanas” serão apresentados na edição do projeto do dia 6 de julho.

Comunidade do Conto

Érica Peçanha do Nascimento é bacharel em Sociologia e Política pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Mestra e Doutora em Antropologia Social e Pós-Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Pesquisadora da produção cultural periférica no contexto paulistano e autora de diversos artigos sobre o tema. Em seu trabalho de mestrado, desenvolveu pesquisa sobre a apropriação do termo literatura marginal por escritores da periferia no cenário contemporâneo, publicada no livro Vozes marginais na literatura (Aeroplano, 2009). No doutorado, investigou as estratégias de produção e consumo cultural na periferia a partir do trabalho desenvolvido pela Cooperifa, que tem como principal atividade a realização de saraus literários em um boteco. No pós-doutorado, analisou a relação entre ações públicas, carreiras individuais e construção de projetos de vida a partir dos efeitos de programas e projetos desenvolvidos na área cultural na biografia de jovens produtores periféricos.

Deixe uma resposta

Copyright 2012 .: Walmir Cultura :. | Todos os direitos reservados