Artigos

O líder e os abutres

“É sensato. Todos o entendem. É fácil.

Você não é um explorador,

Podes compreendê-lo.

É feito para você.

Procure examiná-lo.

Os estúpidos chamam de estupidez.

Os imundos de imundície.

Está contra a sujeira e contra a estupidez.”

 

Este é o líder. Mas alguns fingem não ver.

Os bandidos querem destruir as conquistas. Querem conter o avanço. Querem atingir o líder a qualquer preço. Suas armas: a calúnia, a mentira, o ódio, a vingança. Os golpistas  são muitos, não se cansam, querem o poder a todo custo. São traidores da classe.

Um dia se colocaram para lutar em prol dos necessitados, mas tão logo atingiram seus objetivos, mudaram de lado e defendem outros interesses. Inebriados pelo poder, ficam cegos, não conseguem enxergar a realidade e pensam apenas em si mesmos. São frágeis, perderam a luta e querem derrubar o guerreiro na base do golpe.

“Os exploradores consideram-no um crime.

Mas nós sabemos

Que é o fim dos crimes.

Não é uma loucura

Senão o fim da loucura.”

Como é triste o homem imbuído de sentimentos mesquinhos; inveja, raiva, incompreensão, arrogância, prepotência. Mas o pior de tudo é a subserviência, é ser instrumento de uso de alguns espertalhões, capataz. Esses são os oportunistas de plantão, dependendo do lugar e da ocasião estão sempre dispostos a fazer o serviço sujo por alguns trocados. Mas não irão muito longe: são embalagens descartáveis, quando forem bastante usados e não tiverem mais serventia, irão para o lixo. E o pior: não servirão para reciclagem.

 

Leia Bertold Brecht, momentos de pura poesia.

Deixe uma resposta

Copyright 2012 .: Walmir Cultura :. | Todos os direitos reservados